embed embed share link link comment comment
Embed deste vídeo close
Compartilhe este vídeo close
bookmark bookmark bookmark bookmark bookmark bookmark bookmark bookmark bookmark bookmark bookmark bookmark
embed teste
Nota deste vídeo embed
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
Tags para este vídeo tags
rate rate tags tags related related lights lights

Janis Joplin

Na verdade ela nasceu Janis Joplin em 19 de janeiro de 1943, vindo a falecer em 4 de outubro de 1970 (faz parte do time que morre aos 27 anos, conforme uma lenda).

Leia enquanto ouve a linda canção “Little Girl Blue”.

Foi uma cantora e compositora norte-americana, considerada a “Rainha do Rock and Roll”, “a maior cantora de rock dos anos 1960” e “a maior cantora de blues e soul da sua geração”. Ela alcançou proeminência no fim dos anos 1960 como vocalista da Big Brother and the Holding Company e, posteriormente, como artista solo, acompanhada de suas bandas de suporte: a Kozmic Blues e a Full Tilt Boogie. A revista Rolling Stone a considerou entre os 100 maiores artistas de todos os tempos.

Influenciada por grandes nomes do jazz e do blues, como Aretha Franklin, Billie Holiday, Etta James, Big Mama Thornton, Odetta, Leadbelly e Bessie Smith, Janis fez, de sua voz, a sua característica mais marcante, tornando-se um dos ícones do rock psicodélico e dos anos 1960. Todavia, problemas com drogas e álcool encurtaram sua carreira. Morta em 1970 devido a uma overdose de heroína, Janis lançou apenas quatro álbuns: Big Brother and the Holding Company (1967), Cheap Thrills (1968), I Got Dem Ol’ Kozmic Blues Again Mama! (1969) e o póstumo Pearl (1971), que foi o último álbum com participação direta da cantora.

Biografia

Janis nasceu na cidade de Port Arthur, no Texas, nos Estados Unidos. Ela cresceu ouvindo músicos de blues tais como Bessie Smith, Leadbelly e Big Mama Thornton, e cantando no coro local. Joplin concluiu o curso secundário na Jefferson High School, em Port Arthur, no ano de 1960, e foi para a Universidade do Texas, na cidade de Austin, onde começou a cantar blues e folk com amigos.

Cultivando uma atitude rebelde, Joplin se vestia como os poetas da geração beat. Mudou-se do Texas para San Francisco em 1963. Passou a morar no bairro de North Beach e a trabalhar como cantora folk. Nessa época, Janis intensificou o uso de drogas e passou a usar heroína. Janis sempre bebeu muito em toda a sua carreira: sua bebida preferida era o Southern Comfort, uma marca de licor à base de álcool, frutas, especiarias e uísque. O uso de drogas começou a ser mais importante para ela do que cantar, e também começou a arruinar sua saúde.

Depois de retornar a Port Arthur para se recuperar do vício das drogas, ela voltou para San Francisco em 1966, onde seu interesse pelo blues a aproximou do grupo Big Brother & The Holding Company, que estava ganhando algum destaque entre a nascente comunidade hippie em Haight-Ashbury. A banda assinou um contrato com o selo independente Mainstream Records e gravou um álbum em 1967. Entretanto, a falta de sucesso de seus primeiros singles fez com que o álbum fosse retido até seu sucesso posterior.

O auge da banda foi a sua participação no Festival Pop de Monterey, com uma versão da canção “Ball and Chain” e os marcantes vocais de Janis. O álbum seguinte da banda, Cheap Thrills, de 1968, fez a fama de Janis: foi seu álbum de maior sucesso. Continha a canção Piece of my heart, que atingiu o 1º lugar nas paradas da revista Billboard e se manteve na posição durante oito semanas não consecutivas.

Ao sair da banda Big Brother, no final de 1968, Janis formou um grupo chamado Kozmic Blues Band, que a acompanhou no festival de Woodstock. Com o grupo, Janis gravou o álbum I Got Dem Ol’ Kozmic Blues Again Mama! de 1969, que veio a ser premiado como disco de ouro mas que não alcançou o mesmo sucesso de Cheap Thrills. O grupo se separou, e Joplin formou, então, o Full Tilt Boogie Band. O resultado foi o álbum Pearl de 1971, lançado após sua morte, e que teve, como destaque, as canções “Me and Bobby McGee” (de Kris Kristofferson) e “Mercedes-Benz”, escrita pelo poeta beatnik Michael McClure.

As últimas gravações que Janis fez foram Mercedes Benz e Happy Trails, sendo a última feita como um presente de aniversário para John Lennon, que faria aniversário em 9 de outubro. Em entrevista, Lennon contou que a fita chegou em sua casa após a morte de Janis.

Saiba mais pela Wikipédia em goo.gl/31mD5R

botao-voltar

Faça um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *